Estado de saúde de Sarney é estável, diz médico

Brasília - O estado de saúde do presidente do Senado, José Sarney, é estável e ele está bem disposto e se alimentando normalmente, de acordo com o cardiologista Roberto Kalil Filho, que o acompanha após a realização de um cateterismo e de uma angioplastia para colocação de stents (pequenos tubos para manter a dilatação das artérias), na madrugada de deste domingo, no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista.
Sarney chegou ao hospital no final da tarde deste sábado, após sentir fortes dores no peito. A médica que trata do senador em Brasília entrou em contato com Kalil, que recomendeu a antecipação de exames já previstos para quinta-feira. "Como ele estava sentindo sintomas que nunca havia sentido, recomendei que viesse imediatamente para o hospital."
O presidente do Senado, José Sarney, foi submetido a cateterismo após reclamar de dores | Foto: Divulgação

O presidente do Senado, José Sarney, foi submetido a cateterismo após reclamar de dores | Foto: Divulgação

Kalil explicou que os exames preliminares (ecocardiograma, eletrocardiograma, além de dosagem das enzimas cardíacas) apresentaram alterações que sugeriam uma obstrução em uma das principais artérias do coração (artéria descendente anterior).
"O cateterismo estava marcado para a manhã de hoje, mas ele sentiu fortes dores no peito e optamos por antecipar o procedimento. Havia um risco de enfarto, mas a prevenção foi importante. Ele teve um sintoma estranho e logo procurou um médico. Isso foi essencial. O resultado da cirurgia foi muito bom."
De acordo com Kalil, Sarney permanece na unidade de terapia intensiva (UTI) até está segunda-feira, quando deve ser transferido para uma unidade semi-intensiva após avaliação. O senador fica internado por pelo menos uma semana, e a recomendação é que descanse depois por mais uma semana para retornar às atividades.

As informações são da Agência Brasilo

Brasília - O estado de saúde do presidente do Senado, José Sarney, é estável e ele está bem disposto e se alimentando normalmente, de acordo com o cardiologista Roberto Kalil Filho, que o acompanha após a realização de um cateterismo e de uma angioplastia para colocação de stents (pequenos tubos para manter a dilatação das artérias), na madrugada de deste domingo, no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista.
Sarney chegou ao hospital no final da tarde deste sábado, após sentir fortes dores no peito. A médica que trata do senador em Brasília entrou em contato com Kalil, que recomendeu a antecipação de exames já previstos para quinta-feira. "Como ele estava sentindo sintomas que nunca havia sentido, recomendei que viesse imediatamente para o hospital."
O presidente do Senado, José Sarney, foi submetido a cateterismo após reclamar de dores | Foto: Divulgação
O presidente do Senado, José Sarney, foi submetido a cateterismo após reclamar de dores | Foto: Divulgação
Kalil explicou que os exames preliminares (ecocardiograma, eletrocardiograma, além de dosagem das enzimas cardíacas) apresentaram alterações que sugeriam uma obstrução em uma das principais artérias do coração (artéria descendente anterior).
"O cateterismo estava marcado para a manhã de hoje, mas ele sentiu fortes dores no peito e optamos por antecipar o procedimento. Havia um risco de enfarto, mas a prevenção foi importante. Ele teve um sintoma estranho e logo procurou um médico. Isso foi essencial. O resultado da cirurgia foi muito bom."
De acordo com Kalil, Sarney permanece na unidade de terapia intensiva (UTI) até está segunda-feira, quando deve ser transferido para uma unidade semi-intensiva após avaliação. O senador fica internado por pelo menos uma semana, e a recomendação é que descanse depois por mais uma semana para retornar às atividades.

As informações são da Agência Brasil

Postar um comentário

Enquete

Canal de Videos

Últimas Notícias

Encontre-nos no Facebook

CNT Oline

item