Homem morre após ser baleado em briga de trânsito em Cuiabá




Vítima estava com dois amigos em um carro quando houve a discussão.
Motociclista dizia que era filho de policial e não queria pagar conserto.

Denise SoaresDo G1 MT
Comente agora
Um homem de 35 anos morreu após ser baleado em uma briga de trânsito, na noite desta quinta-feira (21) na Avenida Gonçalo Antunes de Barros, em Cuiabá. Conforme informações do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), três pessoas estavam em um carro de passeio quando um motociclista acabou arranhando o veículo, causando a discussão entre os envolvidos.
O condutor do carro é um bombeiro de Cuiabá, segundo confirmou ao G1 a assessoria da corporação, que afirmou que o militar estava com dois amigos, um de 35 e outro de 29 anos. Depois de ter arranhado o veículo, o motociclista ameaçava fugir do local e teve que ser contido pelos amigos do bombeiro. As informações são de que o amigo do bombeiro e o motociclista já se conheciam e existia uma rixa antiga entre eles.
O condutor da motocicleta falava que era filho de um policial militar e que não iria pagar pelo conserto do veículo. "O bombeiro e o motociclista já estavam se acertando e resolvendo o problema. Os amigos do motorista se afastaram e foram até um bar para aguardar a situação quando um grupo (que seria de amigos do motociclista) foi até o local e disparou contra eles", afirmou o tenente coronel dos bombeiros João Rainho Junior. O estabelecimento pertencia ao cunhado da vítima.
Ainda de acordo com os bombeiros, os disparos não tiveram relação com a briga de trânsito e sim com a rixa entre o motociclista e uma das vítimas. "Quando o bombeiro ouviu os disparos já encontrou um amigo caído no chão e o outro sentado. Ele mesmo os levou para o hospital", completou Rainho. Os suspeitos e o motociclista fugiram do local.
O militar encaminhou os amigos para um hospital particular de Cuiabá, que fica no Bairro Bosque da Saúde. No entanto, o homem de 35 anos levou um tiro na cabeça, não resistiu e morreu durante a madrugada de sexta-feira (22). Já o outro colega, que foi baleado na região do abdome, está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do mesmo hospital.
O velório da vítima está sendo feito nesta sexta-feira na casa de familiares, também no Bairro Carumbé. Até a manhã desta sexta, nenhum suspeito de ter feito os disparos tinha sido detido pela polícia.

Postar um comentário

Enquete

Canal de Videos

Últimas Notícias

Encontre-nos no Facebook

CNT Oline

item