POLÍCA FECHA FÁBRICA DE REMÉDIOS CLADESTINA NO BACURI.




Três pessoas foram presas e encaminhadas para a Delegacia Regional de Segurança.




IMPERATRIZ- A Polícia Civil fechou, na manhã desta terça-feira (18), uma fábrica clandestina de medicamentos fitoterápicos que funcionava sem as mínimas condições de higiene. A fábrica funcionava nos fundos de uma residência localizada na Rua Piauí com a Henrique Dias, no bairro Bacuri.
De acordo com o delegado regional de Segurança, Assis Ramos, o local estava sendo monitorado há alguns meses. José Ribamar Quiriba, Francisco César Teixeira e Antônio Carlos, foram presos durante a operação policial e encaminhados para a Delegacia Regional para prestar depoimento sobre o caso.
Segundo informações do perito Cristiano Viana Garcia, responsável pelo laboratório forense da cidade, na fábrica foram encontrados produtos como tinturas, aguardentes, mateiras vegetais, além de rótulos e tabuleiros para produção de capsulas.
“Os remédios eram feitos sem nenhum tipo de higiene, no chão, com materiais diversos e embalados como produtos industrializados. Pegamos todas as amostras vegetais para fazermos análise clínica, acredito que os medicamentos eram comercializados aqui em Imperatriz”, afirma o perito.


FONTE: IMIRANTE.COM

Postar um comentário

Enquete

Canal de Videos

Últimas Notícias

Encontre-nos no Facebook

CNT Oline

item