Entidades cobram cumprimento da "Lei dos Bares"


A lei define 2h da madrugada como limite para as atividades de bares e casas noturnas.

Os representantes das entidades foram recebidos no gabinete do prefeito.

Divulgação / Assessoria
IMPERATRIZ – Representantes da Maçonaria, Sindicato dos Atacadistas e dos Representantes Comerciais, Conselho Regional de Medicina e Associação Médica se manifestarem a favor da fiscalização e do cumprimento da chamada “Lei dos Bares”, que define o horário de 2h da madrugada como limite para as atividades de diversão noturna em Imperatriz.

Representantes da Maçonaria e Associação Médica foram recebido pelo prefeito em exercício, Hamilton Miranda, e pediram da parte do poder público municipal o cumprimento e a ampliação da fiscalização. Antes a Igreja Católica e da Assembleia de Deus tinham manifestado apoio a lei.

“Nós temos dados recentes que depois do início dessa fiscalização os índices de violência em Imperatriz despencaram significativamente”, afirmou o médico Nailton Lira, que também é liderança maçônica, membro do Conselho Regional de Medicina e da Associação Médica de Imperatriz.

O Médico também ressaltou que além de combater a violência, o cumprimento da “Lei dos Bares” proporciona um economia muito grande para o município nas despesas hospitalares uma vez que, na avaliação dele, também é bastante acentuada a queda no número de acidentes de trânsito desde o início da fiscalização.

O prefeito em exercício, Hamilton Miranda, informou que havia um movimento na Câmara Municipal para que a lei fosse alterada, mas pela falta de apoio popular o movimento esfriou. Para ele não existe clima para mudança na lei porque a população não apoia.

Hamilton disse ainda que não tem sido fácil fazer fiscalização e cumprir a lei, além disso o município tem recebido muitos apelos de políticos pela flexibilidade na fiscalização no entanto.

Na manhã desta quarta-feira (16), o prefeito em exercício vai receber um grupo de promotores de evento e proprietários de casas noturnas que devem apresentar seus argumentos contrários a fiscalização. A reunião está marcada para as 8h.


fonte:Imirante Imperatriz

 


Postar um comentário

Enquete

Canal de Videos

Últimas Notícias

Encontre-nos no Facebook

CNT Oline

item