SAI O RESULTADO QUEM É O MELHOR DO MUNDO EM 2014 VEJA

Futebol

Cristiano Ronaldo é eleito o melhor do mundo pela 3ª vez
Craque português fatura Bola de Ouro e diz que pretende alcançar rival Messi na próxima premiação. Marta é segunda entre as mulheres




Cristiano Ronaldo conquista pela terceira vez a Bola de Ouro da Fifa, durante cerimônia em Zurique, na Suíça - Fabrice Coffrini/AFP
A Fifa elegeu também o time ideal da temporada, com dois brasileiros incluídos. Apesar de terem formado a defesa mais vazada da história das Copas do Mundo, David Luiz e Thiago Silva formam a zaga titular. 

Cristiano Ronaldo foi novamente eleito o melhor jogador de futebol do planeta. O atacante português do Real Madrid superou os concorrentes Manuel Neuer e Lionel Messi e recebeu a terceira Bola de Ouro de sua carreira, a segunda consecutiva, em cerimônia realizada na sede da Fifa em Zurique, na Suíça, na tarde desta terça-feira. Vencedor em 2008, 2013 e 2014, Cristiano alcançou duas lendas do esporte, Zinedine Zidane e o brasileiro Ronaldo, com três conquistas. Ele também se aproximou do recordista Lionel Messi, eleito o melhor do mundo em quatro ocasiões. "Eu nunca imaginei ganhar três vezes esta bolinha, não quero parar por aqui. Quero alcançar o Messi", afirmou o jogador, antes de soltar um grito bem alto, como em suas comemorações de gols. 

O português recebeu o prêmio das mãos do ex-atacante francês Thierry Henry e, ao contrário do ano passado, conseguiu conter o choro. "O ano foi incrível e ganhar um prêmio desses é único. Vou continuar trabalhando e melhorando sempre", prometeu o atleta de 29 anos, que marcou 56 gols e conquistou quatro títulos em 2014, incluindo a Liga dos Campeões e o Mundial de Clubes. Cristiano Ronaldo recebeu 37,66% dos votos dos jornalistas e capitães das seleções nacionais.Messi ficou em segundo, com 15.76, enquanto Neuer teve 15.72% dos votos. Neymar ficou em sétimo. 


Os vencedores de 2014

Bola de Ouro
Cristiano Ronaldo (Portugal/Real Madridl)

Melhor do ano (futebol feminino)
Nadine Kessler (Alemanha)

Melhor treinador (masculino)
Joachim Löw (Alemanha)

Melhor treinador feminino
Ralf Kellermann (Wolfsburg)

Puskás (gol mais bonito)
James Rodríguez (Colômbia x Uruguai)

Equipe ideal:
Neuer, Sergio Ramos, David Luiz, Thiago Silva e Lahm; Kroos, Di María, Iniesta, Robben, Messi e Ronaldo

A brasileira Marta, seis vezes vencedora, voltou a concorrer ao prêmio entre as mulheres, mas o título de melhor jogadora do mundo ficou com a alemã Nadine Kessler. Marta ficou em segundo, com a americana Ammy Wamback em terceiro. O colombiano James Rodríguez recebeu o prêmio Puskás, dado ao autor do gol mais bonito do ano, por seu feito chute certeiro diante do Uruguai, nas oitavas de final da Copa do Mundo, no Maracanã. 

O alemão Joachim Löw, da seleção alemã, superou os concorrentes Carlo Ancelotti, do Real Madrid, e Diego Simeone, do Atlético de Madri, e foi eleito o melhor técnico de 2014. Ele considerou a premiação o ponto alto de sua carreira. “Foi a cereja do bolo, sendo o bolo a Copa do Mundo. Sei que o prêmio não é só meu, o recebo em nome de toda a minha equipe. Este é o resultado de muitos anos de trabalho duro”, discursou Löw. Entre os técnicos do futebol feminino, o eleito foi Ralf Kellermann, que comandou a equipe do Wolfsburg na conquista da Liga dos Campeões entre as mulheres.

A Fifa elegeu também o time ideal da temporada, com dois brasileiros incluídos. Apesar de terem formado a defesa mais vazada da história das Copas do Mundo, David Luiz e Thiago Silva formam a zaga titular. A dupla de zaga do Paris Saint-Germain não compareceu à cerimônia. Neuer, Lahm, Sergio Ramos, Kroos, Iniesta, Robben, Messi e Cristiano Ronaldo completam a equipe. Neymar, que estava pré-indicado, ficou de fora do time e nem compareceu à cerimônia.
   Marta e Cristiano Ronaldo tiram 'selfie' 

Alexander Hassenstein/FIFA/Getty Images
Momentos - A cerimônia em Zurique, apresentada pela jornalista inglesa Kate Abdo, reservou homenagens e alguns momentos curiosos. O presidente da Fifa Joseph Blatter fez um discurso de apoio aos jornalistas e policiais mortos no atentado terrorista à revista satírica francesa Charlie Hebdo, em Paris, na semana passada. O jornalista japonês Hiroshi Kagawa, de 90 anos, também foi homenageado com o prêmio presidencial da Fifa. Ele foi o profissional mais velho a trabalhar na Copa do Mundo no Brasil, o 20º Mundial de sua carreira.

Um momento constrangedor aconteceu durante o discurso de apresentação de Lionel Messi. Para surpresa dos presentes, o treinador do Barcelona, Luis Enrique, enviou uma mensagem ao argentino. Recentemente, a imprensa espanhola noticiou que Messi e Luis Enrique haviam cortado relações após uma sequência de desentendimentos. De cara fechada, Messi não comentou sobre a mensagem do técnico. 
No momento em que o time ideal da Fifa foi chamado ao palco, Messi destoou de todos os seus dez parceiros por seu figurino. Com um chocante terno bordô metálico, ele foi o único que não optou pela tradicional cor preta para a gala. Também usando um figurino ousado, Marta aproveitou para tietar o melhor do mundo. Antes da cerimônia, ela fez uma "selfie" com Cristiano Ronaldo. 

Os três finalistas à Bola de Ouro da Fifa em 2014

Cristiano Ronaldo
A favor: Atual detentor do prêmio, Cristiano Ronaldo barbarizou no primeiro semestre pelo Real Madrid, sobretudo na Liga dos Campeões. Além de conquistar a décima taça da história do clube, ele se tornou o maior artilheiro de uma única edição da liga, com dezessete gols em onze jogos. Atualmente, é o goleador do Campeonato Espanhol.
Contra: Fez uma péssima Copa do Mundo no Brasil por Portugal. Longe das condições físicas ideais e jogando numa seleção bastante limitada, Cristiano não conseguiu mostrar seu futebol e amargou a desclassificação no Grupo G ainda na primeira fase. Fez apenas um gol, no último jogo, contra Gana.


Manuel Neuer

A favor: O goleiro fez uma Copa do Mundo espetacular. Campeão e eleito o melhor jogador da posição no torneio, Neuer demonstrou segurança embaixo das traves e também se destacou como um "líbero", realizando desarmes e trabalhando com desenvoltura com os pés.
Contra: Na Liga dos Campeões, o Bayern de Munique foi eliminado pelo Real Madrid nas semifinais com uma goleada por 4 a 0 em casa. Além disso, sua posição não costuma ser tão reconhecida neste tipo de premiação – até hoje, o único goleiro a ganhar a Bola de Ouro foi o soviético Lev Yashin, em 1963, quando a honraria era oferecida apenas pela France Football.

Lionel Messi

A favor: Vencedor do prêmio entre 2009 e 2012, Messi foi também o Bola de Ouro da Copa do Mundo deste ano. Historicamente, a atuação no Mundial costuma ser decisiva na premiação da Fifa. Vice-campeão no Maracanã, o argentino marcou quatro gols na Copa, todos na primeira fase. Também terminou em segundo na artilharia do Campeonato Espanhol, com 28 gols, três a menos que Cristiano Ronaldo.
Contra: Apesar de manter uma boa média de gols, o argentino teve de lidar com pequenas lesões e não brilhou em momentos decisivos. Pelo Barcelona, não conquistou nenhum grande título na temporada, fato que não ocorria havia seis anos.


        Os últimos dez melhores do mundo


Cristiano Ronaldo 2014
O vencedor do prêmio de melhor do mundo em 2013 foi o português Cristiano Ronaldo, que superou Lionel Messi e Franck Ribery. O ano de Cristiano foi marcado por grandes atuações pelo Real Madrid, terminando como artilheiro do campeonato espanhol com 31 gols e da Liga dos Campeões (temporada 2012/2013) com 12. Na seleção portuguesa o atacante foi protagonista da classificação para a Copa do Mundo do Brasil – entre outras atuações, fez os três gols contra a Suécia no jogo decisivo da repescagem, que terminou em 3x2.


 Lionel Messi-2012

Pelo quarto ano seguido, Lionel Messi foi eleito o melhor do mundo, superando Cristiano Ronaldo e Andrés Iniesta. O argentino foi o artilheiro do campeonato espanhol (temporada 2011/2012), com a média de 1,3 gol por jogo – totalizando 50 gols – e da Liga dos Campeões com 14 gols. Ao fim do ano, Messi totalizou 91 tentos, batendo o recorde de Gerd Müller que havia feito 85 em 1972.


2011 - Lionel Messi
superando Cristiano Ronaldo e Xavi, Lionel Messi conquistou sua segunda Bola de Ouro da Fifa, no ano em que o estilo tiki taka do Barcelona de Pep Guardiola teve seu auge e o time parecia imbatível. Foi o protagonista do time catalão nos títulos do campeonato espanhol, da Liga dos Campeões e do Mundial de Clubes da Fifa – marcando gols decisivos nas duas finais e terminando com 31 gols no campeonato espanhol.Superando Cristiano Ronaldo e Xavi, Lionel Messi conquistou sua segunda Bola de Ouro da Fifa, no ano em que o estilo tiki taka do Barcelona de Pep Guardiola teve seu auge e o time parecia imbatível. Foi o protagonista do time catalão nos títulos do campeonato espanhol, da Liga dos Campeões e do Mundial de Clubes da Fifa – marcando gols decisivos nas duas finais e terminando com 31 gols no campeonato espanhol.

2010 - Lionel Messi
Pela segunda vez o argentino de 23 anos seria o melhor jogador do mundo. Lionel Messi superou os campeões mundiais da Copa do Mundo de 2010, Xavi Hernández e Andrés Iniesta (autor do gol do título da Espanha). Artilheiro dos principais campeonatos disputados pelo Barcelona, Messi foi considerado o melhor jogador do campeonato espanhol pelo segundo ano seguido. 2010 foi o ano em que os prêmios Ballon D’Or, da revista France Football, e o Melhor do Mundo da Fifa, se fundiram para criar a Bola de Ouro da Fifa.

2009 - Lionel Messi
O último ano do prêmio de Melhor Do Mundo da Fifa teve Lionel Messi pela primeira vez como vencedor. Superou Cristiano Ronaldo e Xavi Hernández, na época em que começava a se firmar como um dos melhores jogadores da história do Barcelona. Ao lado de Samuel Eto’o, o argentino levou o Barcelona ao título do campeonato espanhol, da Liga dos Campeões – em que foi artilheiro com nove gols – e do Mundial de Clubes – Messi foi o autor do gol do título sobre o Estudiantes.

2008 - Cristiano Ronaldo
Ainda jogando pelo Manchester United, primeiro time de sucesso, Cristiano Ronaldo foi eleito o Melhor do Mundo da Fifa. No ano, o time foi campeão da Premier League, da Liga dos Campeões – em ambos Cristiano foi artilheiro – e do Mundial de Clubes. O Português superou Lionel Messi e Fernando Torres. Cristiano Ronaldo recebeu também a Bola de Ouro da revista France Football – dada ao melhor jogador da Europa
2007 - Kaká
O último jogador a ser melhor do mundo antes da hegemonia de Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, Kaká foi também o último brasileiro a receber o prêmio. Jogando pelo Milan, o meia foi artilheiro da Liga dos campeões vencida pelo time italiano e, no Mundial de Clubes, foi essencial para a conquista do título milanês, em cima do Boca Juniors. Os três finalistas eram Kaká, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo.

2006 - Fabio Cannavaro
Melhor do Mundo definido pela Copa do Mundo da Alemanha, Fabio Cannavaro é um dos únicos dois italianos que já venceram o prêmio – o outro foi Roberto Baggio em 1993. 2006 foi um ano conturbado para o time de Cannavaro, a Juventus. O time foi campeão do campeonato italiano perdendo apenas um jogo e, com a liderança de Cannavaro tinha tudo para ser campeão mundial, porém um esquema de manipulação de resultados, chamado de Calciopoli, foi descoberto e o time da Juventus, principal envolvido, foi desclassificado. Com isso, Cannavaro não conquistou títulos pela Juventus nesse ano mas, na Copa do Mundo, conquistou pela seleção italiana.

2005 - Ronaldinho Gaúcho
O segundo título de melhor do mundo vencido por Ronaldinho Gaúcho veio em 2005, no auge do jogador no Barcelona. Com o time catalão o jogador só conquistou o título do campeonato espanhol, mas com um alto nível de futebol durante todo o ano. Pela seleção conquistou a Copa das Confederações sobre a Argentina, marcando um tento na goleada por 4x1.


2004 - Ronaldinho Gaúcho
O primeiro prêmio vencido por Ronaldinho Gaúcho foi o sexto conquistado por um brasileiro na história. O time comandado por Frank Rijkaard – um dos melhores do mundo – tinha Ronaldinho, no auge de sua carreira, como seu maestro. A beleza do futebol demonstrado pelo Barcelona era quase que particular do brasileiro – que também elevava muito o nível da seleção brasileira.

2002 - Ronaldo
Após vencer a Alemanha por 2x0 na final da Copa do Mundo de 2002 era difícil pensar em outro melhor do mundo senão Ronaldo. Além de grandes jogos no Real Madrid – um dos muitos times pelos quais passou e fez muito sucesso – Ronaldo foi o artilheiro da Copa do Mundo, se tornou o maior artilheiro em Copas da história, com 15 gols marcados, e fez os dois gols do pentacampeonato brasileiro. Superou Zinédine Zidane e Oliver Kahn – ídolos de suas respectivas seleções - ao ser eleito o melhor do mundo da Fifa.

1999 - Rivaldo
Jogando pelo Barcelona, quando atingiu a fase de maior sucesso de sua carreira, Rivaldo foi eleito o Melhor do Mundo da Fifa, superando o argentino Gabriel Batistuta e o Inglês David Beckham. O brasileiro foi campeão do campeonato espanhol com o Barcelona, ficando apenas um gol atrás do artilheiro Raúl Gonzalez. Pela seleção foi artilheiro da Copa América – em que o Brasil foi campeão sobre o Uruguai com dois gols de Rivaldo na vitória por 3x0.

1997 - Ronaldo
O segundo prêmio de melhor do mundo para Ronaldo veio antes da Copa de 1998. O ídolo fez 14 gols em 19 partidas oficiais assim que chegou na Internazionale de Milão e fez do time campeão do campeonato italiano depois de sete anos. Após receber a Bola de Ouro da revista France Football a imprensa italiana começou a chama-lo de “Il Fenomeno”, apelido que permaneceria por toda sua carreira.
1996 - Ronaldo
Pela segunda vez na história uma brasileiro era nomeado como o melhor do mundo da Fifa. Ronaldo, com apenas 20 anos, em seu único ano jogando pelo Barcelona, terminou o campeonato espanhol como artilheiro – 34 gols em 37 jogos – venceu a Copa do rei e a Recopa europeia, marcando gol na final contra o Paris Saint-Germain – terminou a temporada com 47 gols em 49 jogos.


1994 - Romário
O primeiro brasileiro a ganhar o prêmio de Melhor do Mundo da Fifa foi Romário, no ano do tetracampeonato mundial brasileiro. Antes de Romário, apenas Roberto Baggio, Marco Van Basten e Lothar Matthäus haviam vencido o prêmio. O brasileiro foi o artilheiro da competição com cinco gols e uma assistência para o gol de Bebeto contra os EUA. Pelo Barcelona, Romário teve grande participação no título do campeonato espanhol conquistado no ano.
(fonte: Veja.com)





Notícias Relacionadas

ESPORTE 5685100227114394833

Postar um comentário

Enquete

Canal de Videos

Últimas Notícias

Encontre-nos no Facebook

CNT Oline

item