No mesmo dia que STF arquiva calúnia contra Anastasia, PT requenta mentira sobre Aécio.

Eles não desistem. Acabam de requentar acusação de 2006, cujo falsário está preso, contra Aécio Neves. A famosa lista de Furnas, criadas por um bandido mineiro que usa estrelinha de deputado. Enquanto isso, o Relator da Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), o ministro Teori Zavascki confirmou o arquivamento do inquérito que investigava a suposta participação do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), no esquema de corrupção da Petrobras. 
Pela segunda vez, Teori seguiu parecer da Procuradoria-Geral da República e determinou o arquivamento do caso envolvendo o tucano, por falta de provas.O fim da investigação já havia sido determinado pelo ministro em outubro de 2015, mas, após a decisão, a Polícia Federal indicou novos elementos ao STF. 
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no entanto, afirmou que o material não trazia provas que indicassem recebimento de recursos ilegais por parte de Anastasia. Entre os novos indícios estavam a relação de empresas investigadas na Lava Jato que teriam fechado contratos com o governo de Minas Gerais. 


"A documentação encaminhada pela Controladoria do Estado de Minas Gerais destaca a dificuldade de levantar as informações requisitadas, em razão da inexistência de sistemas eletrônicos de gestão orçamentária e financeira em alguns órgãos e estatais, mas participa diversos a empresas investigadas na Operação Lava Jato; todas decorrentes de contratos com as mesmas celebrados pelo governo de Minas Gerais", diz a Procuradoria. 

"Temos, portanto, que as novas informações apresentadas não permitem nenhuma relação entre os pagamentos dos contratos celebrados e executados com a suposta entrega de dinheiro em espécie em uma casa não identificada para pessoa não confirmada, havendo mera presunção, por parte de Jayme [o entregador do dinheiro], não reforçada por nenhuma outra prova", disse Janot.

O suposto envolvimento do tucano foi levantado pelo policial federal Jayme Oliveira Filho, o Careca, homem ligado ao doleiro Alberto Youssef, que teria apontado entrega de R$ 1 milhão, em 2010.Inicialmente, Careca não soube dizer para qual político repassou o dinheiro. Depois, quando a polícia exibiu uma foto de Anastasia, ele disse que a pessoa era "muito parecida" com o senador. Youssef não confirmou a informação e, em depoimentos posteriores, Careca permaneceu em silêncio. (fonte: blog CoroneLeaks)

Notícias Relacionadas

POLITICA 734779336418404572

Postar um comentário

Enquete

Canal de Videos

Últimas Notícias

Encontre-nos no Facebook

CNT Oline

item