A GANÂNCIA, E PRESSA PELO PODER, PODERÁ INTERROMPER CARREIRA POLITICA DE DEPUTADO PRECOCEMENTE, COMENTOU ANALISTA POLÍTICO.


A sucessão do prefeito Sebastião Madeira (PSDB)já poderia ter outra configuração,  sem a liderança do oposicionista Ildon Marques nas pesquisas,  caso os comunistas não investissem na divisão das legendas que lutaram para que o PCdoB chegasse ao Palácio dos Leões. Observadores da política local acreditam que a candidata natural do Grupo governista,   Rosângela Curado,  segunda colocada nas sondagens eleitorais,  já teria consolidado sua campanha se os dirigentes do PCdoB não trabalhassem cotidianamente para "furarem" a fila dos pretendentes ao Palácio Renato Moreira.
Curado,  que perdeu a eleição de 2012 com expressiva votação,  já conta com o apoio de aproximadamente 10 partidos à sua pré candidatura. Essas siglas reúne número tão expressivo de pré candidatos a vereador que seriam capazes de formar quatro chapas proporcionais. "Rosângela está pronta para se tornar a primeira prefeita. Basta o governador ser grato pelo esforço que a pedetista fez por ele na campanha vitoriosa de 2014",  acentua um analista.
A tarefa de unir a base flavista no pleito que se aproxima é facilitada pela postura de Sebastião Madeira  (PSDB). Como o mandatário não demonstra desejo de patrocinar uma candidatura,  reiterando que pretende apoiar o candidato do governador,  bastaria conter o desejo comunista pela hegemônica política no Município. Caso se juntem no mesmo palanque,  governador e prefeito elegeriam,  com facilidade,  qualquer nome.
Não é de hoje que o PCdoB local,  umbilicalmente ligado ao Secretário de Estado Márcio Jerry,  ameaça atropelar os correligionários. Ainda em 2015,  primeiro ano do Governo,  foi lançado o Secretário de Estado Clayton Noleto. Como não decolou,  o deputado Marco Batista passou a movimentar-se como prefeiturável. Mesmo apresentando-se em nome do Governo ele não conseguiu mais do que 5 apoios partidários, e duas chapas incompletas de vereador.
Não será fácil Marco Batista decolar. Há uma resistência a Marco Batista por que ele não cumpriu o mandato de vereador, e  seu mandato de deputado na eleição estará apenas com um ano nove mês e um dia, ensejando comparação com o radialista João Batista,  que tentou interromper o mandato de deputado estadual em 2010 pela aventura de tornar-se prefeito. "Será mais um a encerrar a vida pública" precocemente, em detrimento da pressa, e da ganância pelo poder ?,  prevê um profissional da comunicação.

Consta que nos próximos dias o presidente regional do PDT,  deputado  Weverton Rocha (PDT) conversara com Flávio Dino sobre a sucessão local. Weverton e o presidente nacional pedetista,  Carlos Lupi,  cobram o apoio do governador à correligionário há meses. Rocha já garantiu que Rosângela estará na disputa em qualquer circunstância,  acrescentando que a falta de solidariedade do PCdoB terá reciprocidade em 2018. Flávio Dino terá de dizer aos pedetistas se prefere ou não correr esse risco.

Notícias Relacionadas

POLITICA 5229064706960678383

Postar um comentário

Enquete

Canal de Videos

Últimas Notícias

Encontre-nos no Facebook

CNT Oline

item