Força Nacional chega nesta segunda ao Maranhão, diz delegado-geral

Lawrence Melo Pereira confirmou ao G1 data da chegada do reforço.
Pedido foi feito pelo governador Flávio Dino após ataques a ônibus.
Governador Flávio Dino confirma embarque da Força Nacional
(Foto: Reprodução/Twitter/Flávio Dino)
A Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) deve chegar ao Maranhão nesta segunda-feira (23), conforme afirmou ao G1 na manhã deste domingo (22) o delegado-geral de Polícia Civil do Maranhão, Lawrence Melo Pereira. No fim da manhã, o governador Flávio Dino (PCdoB) confirmou pelas redes sociais o embarque dos homens da Força Nacional em Gama (DF), e agradeceu o apoio do Ministério da Justiça. Ao todo, são 128 agentes. O deslocamento é feito em 20 viaturas, um micro-ônibus e um ônibus.

Desde as primeiras horas de domingo, policiais militares, civis e bombeiros reforçam a segurança em pontos estratégicos dos quatro municípios da Região Metropolitana de São Luís (MA), onde foram registrados incêndios e ataques que resultaram em ônibus totalmente ou parcialmente incendiados.
Políciamento é reforçado nas ruas e dentro dos coletivos
(Foto: Karlos Geromy)
Após dias de medo e violência, usuários e trabalhadores do sistema de transporte público experimentaram algumas horas de tranquilidade na capital maranhense. Os ônibus voltaram a circular na manhã deste domingo.Na noite desse sábado (21), eles haviam sido recolhidos às garagens das empresas pelos motoristas, mesmo sem orientação dos sindicatos dos rodoviários e dos empresários.
De quinta-feira (19) a sábado, foram 14 ataques consolidados e tentativa de ataques a ônibus cometidos. Do total, foram seis casos de coletivos totalmente queimados e outros oito tentativas frustradas ou com veículos parcialmente destruídos neste período. Na tarde de sábado, comerciantes fecharam as portas com medo das ameaças de criminosos disseminadas na comunidade do Coroadinho – quarta maior favela do país e a primeira do Norte e Nordeste, segundo o IBGE –, em São Luís.
Em 48h, foram 14 tentativas e ataques a ônibus registrados em São Luís
 (Foto: Biaman Prado/O Estado)
Na manhã deste domingo, o governo do Maranhão se reúne com a direção do sistema de segurança pública, representantes da Prefeitura de São Luís, sindicatos dos rodoviários e empresários para adotar novas medidas de segurança.

Fogo em pneus

Na noite desse sábado, o Batalhão Tiradentes da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA) prendeu um suspeito que atearia fogo a pneus na avenida Jerônimo de Albuquerque, na altura do bairro do Vinhais, em São Luís. À equipe da PM-MA, o suspeito afirmou que não faria um atentado, mas sim um protesto contra a violência.
Batalhão Tiradentes evita queima de pneus em avenida de São Luís
 (Foto: Divulgação/PM-MA)

“É, no mínimo, esquisito uma pessoa sozinha tocar fogo em vários pneus próximo à um posto de gasolina para protestar contra violência”, disse ao G1 o coronel Marques Neto, comandante do Batalhão Tiradentes. O suspeito foi encaminhado ao 4º Distrito Policial (DP) do Vinhais, para prestar esclarecimentos. O caso será investigado pela Polícia Civil.
saiba mais

Força Nacional e reforço nas ruas
Após a onda de violência que se espalhou pela capital maranhense nos últimos dias, o governador do Maranhão, Flávio Dino, confirmou por meio das redes sociais que o combate ao crime organizado no Maranhão vai contar com o apoio da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP).

Desde as primeiras horas deste domingo, policiais militares, civis e bombeiros militares reforçam a segurança em pontos estratégicos dos quatro municípios da Região Metropolitana de São Luís (MA), entre eles os bairros do Coroadinho e Cidade Olímpica; além de pontos de aglomeração, como terminais de integração do transporte público. A folga dos agentes foi suspensa após os ataques a ônibus.
Governador Flávio Dino acompanha operação nas ruas
(Foto: Divulgação/PM-MA)

Na noite de sábado, o próprio governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), acompanhou as operações de policiamento ostensivo. “A polícia está presente para garantir a ordem pública”, disse o governador.
Desde que passou a adotar o policiamento ostensivo, as forças de segurança do Maranhão identificaram e prenderam 38 suspeitos, sendo 21 autuados pelos ataques aos ônibus.
(fonte: G1 MA)

Notícias Relacionadas

POLICIAL 6902956579542938733

Postar um comentário

Enquete

Canal de Videos

Últimas Notícias

Encontre-nos no Facebook

CNT Oline

item