Saúde do Maranhão: Número de leitos de UTI no MA está abaixo do mínimo, diz estudo

Conclusão é de um estudo do Conselho Federal de Medicina.Maranhão está entre os quatro piores estados.

Maranhão passou de 13.086 leitos de internação na rede conveniada ao SUS para 12.242 (Foto: Reprodução/TV Mirante)
O número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Maranhão está abaixo do mínimo determinado pelo Ministério da Saúde.
A conclusão é de um estudo do Conselho Federal de Medicina, que levou em conta os dados registrados no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde, do Ministério da Saúde, entre os anos de 2010 e 2015.

Foram pesquisados os números de leitos para internação, repouso e observação, e de tratamento intensivo. No período, o Maranhão passou de 13.086 leitos de internação na rede conveniada ao Sistema Único de Saúde (SUS) para 12.242 - uma redução de 844 vagas.

Já o número de leitos para repouso e observação, também no SUS, teve aumento: de 2.035 para 2.200, 165 a mais. E na rede não conveniada ao SUS, houve redução: de 1.950 para 1.664 leitos para internação - 286 a menos.

O dado mais preocupante é referente ao número de leitos de UTI, que foi considerado insuficiente em 19 estados e o Maranhão está entre os quatro piores, que não chegam a ter o mínimo recomendado pelo Ministério da Saúde, mesmo somando o número de leitos da rede pública e particular.

No Maranhão e nos estados do Amapá, Acre e Roraima a oferta de leitos de terapia intensiva é de menos de um a cada 10 mil habitantes. Para o Ministério da Saúde, a oferta necessária de leitos de UTI deve ser de um a três leitos de UTI a cada 10 mil pessoas.

O Ministério Público já recorreu à Justiça para obrigar a rede pública a aumentar esse número e melhorar a assistência médica à população. Pelo menos é o que garante o promotor da Saúde Herberth Figueiredo sobre a Ação Civil Pública (ACP) ingressada pelo o órgão ministerial.

“Nós já ingressamos com uma Ação Civil Pública obrigando o Estado e Município a aumentar a oferta de leitos de UTI, especialmente nas UTIs pediátricas cujo o déficit é mais acentuado”, finalizou o promotor da Saúde Herberth Figueiredo.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que a rede estadual ampliou o número de leitos de UTI, com a inauguração de novos hospitais macrorregionais de Caxias e Pinheiro e que esses novos leitos estão em processo de habilitação no Ministério da Saúde. Segundo a SES, outros três novos hospitais macrorregionais serão entregues ainda este ano, com leitos de UTI. Já a Secretaria Municipal de Saúde de São Luís disse que a atual gestão dobrou o número de leitos de UTI nos principais hospitais de urgência e emergência do Município e que o novo Hospital da Criança, que está em construção em parceria com o Governo do Estado, vai oferecer 11 leitos de UTI pediátrica.
(fonte: Do G1 MA, com informações da TV Mirante)

Notícias Relacionadas

POLITICA 4826695437939761528

Postar um comentário

CÂMARA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ

CÂMARA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ
Fazendo mais pela nossa cidade

Enquete

Canal de Videos

Últimas Notícias

Encontre-nos no Facebook

CNT Oline

item