Temer pretende cortar dez ministérios, diz Jucá

Presidente em exercício do PMDB afirmou que a proposta tem como objetivo dar uma "resposta à sociedade"
O senador Romero Jucá (PMDB-RR)(Paulo Whitaker/Reuters)

O vice-presidente da República, Michel Temer, pretende cortar dez ministérios se assumir o governo após o provável afastamento da presidente Dilma Rousseff em votação do impeachment no plenário do Senado. A declaração foi dada por um dos principais aliados de Temer, o presidente em exercício do PMDB, senador Romero Jucá (PMDB-RR), que, aliás, é cotado para assumir a pasta do Planejamento.

A proposta de reduzir ministérios já havia sido ventilada antes, mas parecia ter perdido força diante da necessidade de Temer acomodar dirigentes partidários em cargos do primeiro escalão em troca de apoio no Congresso. O recuo, no entanto, não foi bem visto por políticos da oposição e parte do empresariado. A confirmação de que o governo Temer seguirá o plano inicial de encolher a máquina pública visa justamente estancar esse desgaste.

Segundo Jucá, os ministérios dos Portos e a Secretaria de Aviação Civil devem ser incorporadas ao Ministérios dos Transportes; o Ministério do Desenvolvimento Agrário deve ser fundido ao Ministério do Desenvolvimento Social; e o Ministérios das Comunicações integrado ao de Ciência e Tecnologia.

"O vice-presidente apresentou a nova configuração de proposta para os ministérios com redução de dez pastas. A proposta tem o apoio integral do Senado e do presidente Renan [Calheiros]. Todos nós lutamos para que a máquina pública fosse diminuída. Essa é uma resposta à sociedade", afirmou Jucá, após reunião com Temer. O vice também se encontrou nesta terça com Renan Calheiros, que ontem decidiu dar prosseguimento ao impeachment de Dilma no Senado, mesmo após a artimanha do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), de tentar anular o processo. fonte: veja.com

Notícias Relacionadas

POLITICA 4362903438828199492

Postar um comentário

Enquete

Canal de Videos

Últimas Notícias

Encontre-nos no Facebook

CNT Oline

item