BH: Márcio Lacerda aposta na própria popularidade para vencer o PSDB

Após romper aliança de longa data, prefeito de Belo Horizonte diz a VEJA que não está preocupado com o mau desempenho de seu candidato.

Prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), aposta na própria popularidade (YASUYOSHI CHIBA/AFP)

Eleito e reeleito com o apoio de Aécio Neves, o prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda (PSB) aposta na própria popularidade para superar a antiga aliança com os tucanos, que lideram a corrida pela prefeitura da capital mineira. Enquanto o deputado estadual João Leite (PSDB) dispara com 21% das intenções de voto, o candidato Délio Malheiros (PSD), escolhido de Lacerda e seu atual vice, conta com apenas 3%.

“Essas pesquisas quantitativas não significam nada. Dada a boa avaliação do meu governo, espero que meus eleitores deem ouvidos para quem eu apoiar”, disse o prefeito. Lacerda teve sua gestão avaliada como “boa” e “ótima” por 36% do eleitorado, segundo pesquisa divulgada ontem pelo Datafolha.

O socialista justifica a recusa em apoiar o candidato João Leite com “pesquisas qualitativas”, e acusa os tucanos de levarem em conta apenas sua popularidade. “Em função da derrota no governo do estado, assumir a prefeitura da capital tornou-se a prioridade do PSDB. Não acho que Leite seja o mais preparado para assumir e não concordei com sua candidatura. Queria um projeto para a cidade, e não o partido, explica Lacerda.

Diante da cisão, o deputado estadual João Leite chegou a cobrar reconhecimento por parte do prefeito pelo apoio que seu partido e seus principais nomes lhe deram nas duas últimas eleições. Em resposta, Lacerda disse à VEJA que o rompimento com os tucanos não é definitivo. “Somos apenas adversários nessa eleição. Mas eu nunca me filiaria ao PSDB”, alegou.

Notícias Relacionadas

POLITICA 4171744143022309973

Postar um comentário

Enquete

Canal de Videos

Últimas Notícias

Encontre-nos no Facebook

CNT Oline

item